Oposição pede investigação  sobre locação de veiculos pelo estado

Oposição pede investigação sobre locação de veiculos pelo estado

Requerimento para averiguar gastos com aluguéis de carros foi aprovado na Assembléia

O deputado estadual Luciano Nunes (PSDB) da oposição apresentou na manhã desta terça feira (18), dois requerimentos em sessão na Assembléia Legislativa do Piauí solicitando que os órgãos da administração estadual, Detran e Emgerpi, encaminhem à Casa documentos que esclareçam e detalhem os gastos com locação de veículos no ano de 2009.

Por meio do requerimento são solicitados a relação de todos os veículos locados com a respectiva placa, certificado de registro, licenciamento anual, nomes dos respectivos condutores, a atividade desenvolvida por cada veículo, bem como cópias autenticadas dos contratos e aditivos dos termos de locação dos carros referente ao exercício de 2009.

?O secretário estadual de Administração, Evaldo Ciríaco, esteve na Assembléia e trouxe um relatório sobre o aluguel de carros no Estado. Mas, ao questionarmos as justificativa pelos gastos excessivos, as respostas não forma muito objetivas. Dessa forma, solicitamos mais esclarecimentos, detalhamento para que possamos discutir e analisar as discrepâncias dos gastos. A aprovação desses requerimentos é importante para que essas informações cheguem até a casa de forma clara, e assim, possamos dar uma satisfação à população piauiense?, explicou Luciano Nunes, o deputado lembrou que a PMT enquanto o PSDB esteve a frente foi muito transparente, e sempre atendeu tudo que a Camara Municipal requisitava.

Mais de 25 milhões de reais foram gastos pelo Governo do Estado no ano de 2009 para a locação de veículos. 70% dos gastos com aluguel de carros estão concentrados em oito órgãos estaduais, sendo que a Agespisa pagou R$ 4,2 milhões, o Detran um total de R$ 3, 1 milhões e a Emgerpi mais de R$ 2 milhões. ? Nós queremos informações complementares para apurar onde de fato ocorreu excesso?, conclui o deputado, ele lembrou que o municipio de Teresiona so gastou 10% deste total, ou menos que isso.

Fonte: Assessoria