Geraldo Carvalho diz que PSTU “cumpriu a missão” nesta eleições

Para o candidato a governador do PSTU, Geraldo Carvalho, a campanha eleitoral deste ano foi marcada pelo “excesso de compra de votos”

Para o candidato a governador do PSTU, Geraldo Carvalho, a campanha eleitoral deste ano foi marcada pelo ?excesso de compra de votos?. Geraldo, contudo, elogiou a atuação da Justiça Eleitoral piauiense. Ele também avaliou positivamente as candidaturas do partido. ?Cumprimos com nossa tarefa de levantar as bandeiras socialistas, da classe trabalhadora e da juventude?, ressaltou, acrescentando que lamentava o caráter ?antidemocrático? das eleições.

Durante votação na tarde de ontem, no bairro Parque Piauí, Carvalho afirmou que tem ?consciência do tamanho do partido e as expectativas estão dentro dessa visão?. O candidato do PSTU, que é sociólogo e professor, já foi membro do PT e vereador de Teresina por duas vezes. Entre as propostas apresentadas por Geraldo na corrida rumo ao comando do Palácio de Karnak, esteve a ?luta contra a instalação dos projetos que beneficiam o agronegócio e as empresas mineradoras?.

O socialista também se declarou contra a construção de barragens no Rio Parnaíba e obras como a Ferrovia Transnordestina. Ele destacou que os projetos ?trazem sérias conseqüências ao meio ambiente e afetam diretamente a vida de milhares de famílias de trabalhadores rurais e comunidades tradicionais?.

Em um eventual segundo turno, Geraldo afirmou que os eleitores que votaram na sigla estarão livre para escolher um novo candidato, sem o apoio formal do PSTU. A campanha de Carvalho recebeu o apoio no mês passado do candidato a presidente da República da legenda, José Maria, e da candidata a vice-presidente, Claudia Durans, em julho, que vieram ao Piauí para reforçar a candidatura socialista no Estado. (S.B.)

Fonte: Sávia Barreto, Jornal Meio Norte