Gestores apresentarão metas para 2º semestre a Wilson Martins

Gestores apresentarão metas para 2º semestre a Wilson Martins

Às 8h, o governador se reunirá com os gestores da dimensão Institucional

Os gestores dos órgãos da administração pública estadual direta e indireta apresentarão, a partir dessa segunda-feira (1º) suas metas para o segundo semestre de 2011. As reuniões setoriais do modelo de Gestão por Resultados serão retomadas pelas dimensões ?Institucional?, ?Social I? e ?Empresas?. Segundo o governador Wilson Martins, assim como aconteceu nos primeiros 180 dias de Governo, serão definidas as metas prioritárias para cada órgão e o cumprimento dessas metas será acompanhado mês a mês.

?Tivemos uma primeira experiência bastante exitosa e vamos dar continuidade a esse modelo, agora com uma equipe ainda mais afinada. Queremos, sobretudo, trabalhar com planejamento e transparência?, comentou o governador. Os planos a serem apresentados pelos gestores estaduais devem conter diagnóstico; metas (factíveis); prazos e responsáveis; custos (fontes e recursos).

Às 8h, o governador se reunirá com os gestores da dimensão Institucional: Secretarias Estaduais de Administração, Planejamento e Fazenda, Instituto de Assistência e Previdência do Estado do Piauí, Agência de Tecnologia da Informação, Coordenadoria Estadual de Comunicação e Fundação Cepro.

Às 16h, a reunião será com os titulares da Secretaria Estadual de Educação, Fundações de Esportes, Cultura, Amparo à Pesquisa, Antares e Universidade Estadual do Piauí, que compõem a dimensão Social I. Às 18h acontece a reunião com a dimensão Empresas: Agespisa, Núcleo de Projetos Especiais, Gaspisa, Ceapi, Emgerpi e Companhia Metropolitana de Transportes Públicos.

Por seu caráter estratégicos, as seguintes pastas têm representação em todas as reuniões do modelo de Gestão por Resultados do Governo do Estado: Secretaria Estadual de Governo, Secretaria Estadual de Planejamento, Secretaria Estadual de Fazenda, Controladoria Geral do Estado, Coordenadoria Estadual de Comunicação, Procuradoria Geral do Estado e Núcleo de Projetos Especiais.

Fonte: CCOM