Assinada ordem de licitação para adutora no litoral do PI

A obra será executada através da Agespisa

O governador Wilson Martins assinou, nessa sexta-feira (31), na cidade de Parnaíba, a ordem para a licitação da primeira etapa da Adutora do Litoral. A obra irá levar água tratada para toda a região litorânea do Piauí.


Governador assina ordem de licitação para Adutora do Litoral

?Esse era um antigo sonho de todos os moradores do litoral piauiense. Com essa obra os grandes empreendimentos, como os hotéis, poderão ter água de qualidade e suficiente para atender à demanda. Não podemos admitir que o nosso litoral ainda sofra com falta de água e essa obra irá resolver definitivamente esse problema?, comentou Wilson Martins.

A primeira etapa da adutora compreenderá os limites de Parnaíba e Luís Correia e dos municípios circunvizinhos. Após a conclusão a adutora atenderá todas as cidades do litoral até Cajueiro da Praia. A obra será executada através da Agespisa, onde serão destinados cerca de R$28 milhões para a ampliação do sistema produtor de captação direta do Rio Parnaíba, compostos por elevatórias e tubulação e adução de água tratada em uma rede de oito quilômetros. Os recursos são provenientes do Tesouro Estadual, financiados através de empréstimos do FGTS via Caixa Econômica, e PAC.

Ampliação

O governador também autorizou, juntamente com o presidente da Agespisa, Antonio Filho, a execução de três projetos e licitações para a ampliação de rede de distribuição de água na cidade de Parnaíba. Os três projetos beneficiam mais de 25 mil habitantes da zona urbana da cidade.

Um dos projetos irá atender os bairros Mon Serrat, Conjunto Raul Bacelar, João Paulo II e o entroncamento das avenidas João XXIII e São Sebastião, que representam a nova área de expansão da cidade de Parnaíba, e não possuem rede de distribuição de água. Apenas nesses bairros serão 33 mil metros de tubulação e mais de cinco mil famílias atendidas.

Ao todo, serão destinados para as obras mais de R$3.800.000,00. Oriundos dos recursos próprios do Tesouro Estadual, financiados através de empréstimos do FGTS/CEF.

Fonte: CCOM