Governador autoriza construção de novo campus da Uespi em Oeiras

Dias autorizou a liberação R$ 992 mil, em emendas parlamentares

O governador Wellington Dias autorizou, a liberação de R$ 5 milhões do Tesouro Estadual para construção do novo campus da Universidade Estadual do Piauí (Uespi) em Oeiras. Os projetos da obra estão prontos e a licitação para contratação da construtora responsável deve ser lançada na próxima semana. O recurso é suficiente para a conclusão da parte física do novo prédio. Mais R$ 2 milhões estão reservados para aquisição de móveis e equipamentos, recurso proveniente de emenda parlamentar do deputado federal Assis Carvalho.

“Estamos programando investimentos de R$ 25 milhões, que vão permitir a estruturação de laboratórios, infraestrutura, equipamentos e qualificação de pessoal, assegurando as condições de cumprimento de metas junto ao Conselho Estadual de Educação, para uma educação de qualidade”, revelou o governador.

O volume maior do investimento citado pelo governador virá por meio de um empréstimo junto ao Banco Mundial. No momento, a proposta de concessão do crédito tramita no Senado Federal. A previsão é que o dinheiro seja liberado ainda no primeiro semestre. Até lá, a reitoria vai tocar outras obras e ações com recursos do próprio Estado.

Investimentos

Dias autorizou a liberação R$ 992 mil, em emendas parlamentares de deputados estaduais, para aquisição de microônibus, equipamentos, reforma de bibliotecas e outras intervenções em diversos campi da Uespi. O campus de São Raimundo Nonato, que sediará pela primeira  vez um encontro da Sociedade Brasileira para o Progresso da Ciência (SBPC), receberá R$ 69 mil para melhorias na estrutura física.

Os investimentos foram anunciados em audiência que contou com a participação do reitor da Uespi, Nouga Cardoso, e de pró-reitores da instituição. No encontro, o governador Wellington Dias determinou a realização de um levantamento das novas áreas de desenvolvimento implantadas no Piauí. Dias quer que a universidade ofereça formação nas áreas de irrigação, agronegócio, mineração, energias eólica, solar, biomassa e elétrica.

“São fronteiras novas que contribuem para o desenvolvimento do estado e a Uespi, pelo que acertamos aqui, estará preparada adequando a sua carteira de cursos em cada território a essas novas necessidades”, pontuou o governador.

“A universidade tem como oferecer essa formação atendendo a solicitação do governador. Vamos construir esses projetos de cursos para que possamos levantar as necessidades e aguardar a definição dele”, disse o reitor Nouga Cardoso.

Image title

Fonte: Com informações do Portal do Governo