Governador autoriza implantação do projeto Viva o SemiÁrido

A iniciativa receberá recursos da ordem de US$ 39 milhões

O governador Wellington Dias recebeu a Coordenadora de Convivência com o Semiárido, Lúcia Araújo, em audiência realizada na última quinta-feira (11), no Palácio de Karnak, ocasião em que fizeram encaminhamentos concretos para a instalação do Projeto Viva o SemiÁrido, programa voltado à melhoria do Índice de Desenvolvimento Humano (IDH) em quatro territórios de desenvolvimento no Piauí e abrangendo 32 municípios. A iniciativa receberá recursos da ordem de US$ 39 milhões, investidos através Fundo Internacional de Desenvolvimento Agrícola(FIDA), entidade ligada à Organização das Nações Unidas (ONU) que hoje atua no Brasil através do Ministério do Desenvolvimento Agrário (MDA).

Wellington Dias adiantou que governo federal e Assembléia Legislativa do Piauí já autorizaram a operação de crédito para este projeto que vai dar suporte aos principais arranjos produtivos da zona do semiárido piauiense, com destaque para produção e industrialização do mel, caju, mandioca e outras cadeias de produção que asseguram maior possibilidade de emprego e incremento na renda dos piauienses que habitam os territórios da Serra da Capivara, Vale do Rio Guaribas, Vale do Rio Canindé e Vale do Rio Sambito. O Viva o SemiÁrido trabalha prioritariamente em quatro eixos: Desenvolvimento Produtivo, Educação Contextualizada, Desenvolvimento Interinstitucional e Gestão de Projetos.

Lúcia Araújo explicou que o Projeto Viva o SemiÁrido alcançará um público composto por produtores rurais, mulheres, grupos étnicos (quilombolas) e jovens na faixa etária de 16 a 29 anos. A meta é atender aproximadamente 22 mil famílias entre os anos 2010 e 2017.

Para serem atendidos pelo programa, os municípios contemplados devem estar situados na zona semiárida, apresentarem baixo IDH e terem seu potencial produtivo certificado. O governador Wellington Dias anunciou durante a audiência que a coordenadoria está autorizada a atuar junto às secretarias de Fazenda e Administração para instalação de uma unidade gestora que já assegure a formação de uma equipe técnica para planejar e organizar os trabalhos.

Em abril deste ano, o FIDA realiza reunião na Itália, ocasião em que vai receber e apreciar o plano de trabalho do órgão piauiense, providenciando, em seguida, uma antecipação de recursos que, a partir de maio, estarão disponíveis para início do projeto Viva o SemiÁrido.

Também participaram da audiência no Karnak a Diretora da Unidade de Controle Contábil da Secretaria da Fazenda, Deusarina dos Santos; assessor técnico da coordenadoria de convivência com o SemiÁrido, Dante Galvão.

Fonte: CCOM, www.pi.gov.br