Governador autoriza reforma do Memorial Zumbi dos Palmares

Ordem de sedrviço também foi assinada pelo secretário Fábio Novo.

O Memorial Zumbi dos Palmares, centro de referência da cultura afro em Teresina, será modernizado. A ordem de serviço que garante a reforma do espaço foi assinada nesta sexta-feira (20), Dia Nacional da Consciência Negra, pelo governador do Estado, Wellington Dias, e pelo secretário estadual de Cultura, Fábio Novo.

Image title

“O local irradia as raízes da nossa cultura e de um povo a quem devemos muito. O início das obras reflete a preocupação do Estado com os movimentos negros. Hoje também alcançamos pela primeira vez a marca de mais da metade dos jovens negros de 15 a 17 anos no Ensino Médio. Reafirmar políticas públicas para este extrato social é, antes de tudo, construção de cidadania e de um Estado mais igualitário”, afirma o secretário estadual de Cultura, Fábio Novo.

Em julho deste ano, Fábio Novo participou das comemorações pelo aniversário de oito anos do Memorial Zumbi dos Palmares, quando falou das melhorias que seriam implantadas no local. Na época, a reforma foi confirmada pela governadora do Estado em exercício, Margarete Coelho.

Para Fábio, a adequação do Memorial vai permitir a implantação de uma política permanente de oficinas, voltadas para a comunidade. “Estamos reafirmando aqui o compromisso do Governo com estratos sociais historicamente discriminados”, completa.

A coordenadora do Memorial Zumbi dos Palmares, Antônia Aguiar, classifica o local como o espaço de luta do povo negro no Piauí e destaca as atividades desenvolvidas. “Temos aulas de capoeira, sarau afro literário, cursos de línguas, além da Sexta Nagô, realizada pelo grupo Afoxá. O Memorial, apesar de ser um ponto de referência do povo negro, é aberto para toda a comunidade”, explica Antônia Aguiar.

O Memorial Zumbi dos Palmares foi inaugurado em 2007 e hoje atende cerca de mil pessoas por mês, com oficinas, cursos e atividades culturais. A modernização do prédio deve incluir a climatização do auditório e de outros espaços.

O local tem oito salas, que inclui sala de vídeo, de informática, auditório e a biblioteca. Além de oficinas e aulas de idiomas, o Memorial recebe três grupos de capoeira semanalmente.

Fonte: Ascom