Governador do Paraná relaciona câncer de mama em homens a "passeatas gay"

A assessoria do governo do Paraná disse que não comentará as declarações do governador.

O governador do Paraná, Roberto Requião (PMDB), disse no programa "Escola de Governo", veiculado pela TV Educativa do Paraná, que o câncer de mama em homens deve ser "consequência de passeatas gay".

A assessoria do governo do Paraná disse ao G1 que, por enquanto, não comentará as declarações do governador.

Requião deu a declaração ao convidar para falar o secretário da Saúde do estado, Gilberto Martin, que anunciaria ações para o controle de câncer.

"A ação do governo não é só em defesa do interesse público, é [em defesa] da saúde da mulher também. Embora hoje câncer de mama seja uma doença masculina também, né? Deve ser consequência dessas passeatas gay", disse Requião, ao convidar o secretário ao palco.

O secretário afirmou que o câncer de mama não é um problema só da mulher. "Em menor incidência, em menor número de casos, também atinge o homem. O homem também tem que tomar cuidados em relação ao câncer de mama. Então, bem lembrado pelo governador essa preocupação", afirmou Martin.

Fonte: g1, www.g1.com.br