Governador traça cronograma para construir Centro de Eventos

Wellington diz que o Governo vai iniciar a fase de licitação

O ministro do Turismo, Alessandro Teixeira, recebeu na tarde desta terça (10), em Brasília, o governador Wellington Dias. Na pauta, o cronograma para construção do Centro de Eventos para Teresina, com a finalidade de colocar a capital piauiense no calendário dos grandes eventos do Nordeste e do Brasil.

Segundo o governador, trata-se de um investimento no valor de R$ 60 milhões, sendo R$ 40 do Ministério do Turismo e R$ 20 milhões do Banco Mundial. “Nesta audiência chegamos a um entendimento de que vamos prorrogar o convênio que vence no final deste mês para o dia 31 de dezembro”, explica o governador.

Wellington diz que o Governo vai iniciar a fase de licitação e a expectativa é, a partir de setembro, autorizar a obra. “Quem sabe no aniversário do Piauí, marcaremos essa data com o início dessa importante obra”, disse.

O novo Centro é um empreendimento grande, com capacidade para receber três mil pessoas. O espaço também permite a realização de eventos pequenos e médios. “Ele será construído ao lado do Parque de Exposição pois nossa meta é que o Parque seja transformado num centro de eventos com funcionamento permanente para atividades do campo e na área da gastronomia. Outra particularidade dessa obra é que ela será beneficiada pelo alargamento da BR 345”, explica o governador, enfatizando que essa obra vai impulsionar o turismo no estado.

O governador afirma que além do Centro de Eventos, está trabalhando na conclusão do Centro de Convenções de Teresina, um espaço com 1.200 lugares, com estacionamento, espaço para atividades culturais e sociais. “O Centro de Convenções resgata uma obra importante para o Piauí. Minha avaliação é poder inaugurar até dezembro deste ano”, assegura.

Wellington Dias também falou sobre a construção do centro de convenções em Parnaíba e outro em São Raimundo Nonato. “O Sesc vai construir um centro em Picos. Assim, nosso objetivo é  estimular o turismo em várias regiões, viabilizando atividades de negócios, lazer, turismo e profissional, garantindo emprego e renda para população”, declarou.

Fonte: Com informações do Portal do Governo