Governador Wilson Martins assegura R$ 15 mi para dá início ao Porto Seco

O Governo do Estado já reservou R$ 15 milhões para realizar os primeiros investimentos, que incluí a construção dos armazéns.

Um tema dos temas tratados na reunião do Conselho de Desenvolvimento Industrial do Estado do Piauí (Codin), dessa terça-feira (17), na Sefaz, foi a criação do Porto Seco, que o Governo do Estado irá implantar na região do Polo Industrial Sul, localizado em Teresina. Segundo o secretário do Desenvolvimento Econômico e Tecnológico, Warton Santos, o Governo do Estado já reservou R$ 15 milhões para realizar os primeiros investimentos, que incluí a construção dos armazéns.

Warton ressalta que a obra deve ser uma realidade no ano de 2014. ?Esse é um sonho antigo dos piauienses, de 15, 20 anos. O governador recomendou essa obra assim que assumi a secretária. Estive em Campo Grande (MS) na última semana e vi que o porto seco de lá tem o mesmo molde do que queremos. Já temos o terreno e o governador determinou fazermos o acesso ao porto seco pela Sedet, com recursos do Fundo de Desenvolvimento Industrial do Piauí (Fundipi). O governador ainda reservou R$ 15 milhões para fazermos os armazéns?, comenta Warton.

O secretário da Fazenda também comenta sobre a importância do Porto Seco e o incentivo que a obra tem para o desenvolvimento das atividades econômicas na capital e no interior. ?A começar pela criação de uma empresa na qual o Estado é o maior acionista, com um capital inicial de R$ 1 milhão. E também pelos investimentos assegurados, em torno de R$ 15 milhões, para construir toda a infraestrutura e dotar o porto de equipamentos modernos. No local, vamos dispor de um scanner para vistoriar todas as cargas, sem que sejam desmanchadas de cima dos contêineres ou de um caminhão, isso ganha tempo e reduz custos. Então, o Estado do Piauí está se preparando para ingressar no momento diferenciado de importação e exportação?, afirma o secretário Silvano Alencar.

Fonte: CCOM