Governo agiliza convênios para construir e equipar escolas

Nos próximos dois anos serão investidos cerca de R$ 210,6 bilhões.

O governador Wellington Dias foi recebido na manhã desta quarta-feira (30), em Brasília, pelo presidente do Fundo Nacional de Desenvolvimento da Educação (FNDE), Antônio Ildivan. Acompanhado da secretária de Estado da Educação, Rejane Dias, o chefe do executivo estadual tratou sobre a liberação de alguns convênios importantes para o estado.

Segundo o governador, foram tomadas todas as providências para efetivação dos convênios e com a solução das pendências de documentação e comprovação da posse de terreno será possível retomar a construção de pelo menos oito obras na área de educação.

No encontro, os gestores piauienses pleitearam a aquisição de aparelhos de ar condicionado para as escolas que ainda não contam com esse instrumento. “É uma cobrança dos alunos e professores”, disse o governador, declarando que serão adquiridas carteiras escolares.

O governador também declarou que está acertando com o ministro Aluízio Mercadante e diretores do Ministério da Educação e FNDE para organizar uma agenda preparatória  a fim de preparar os gestores municipais ter mais conhecimento e organizar o programa de articulação na educação junto ao MEC.

Habitação
Em Brasília, o governador participou também do lançamento do Programa Minha Casa Minha Vida 3, que contou com a presença de populares. “Fiquei feliz com a nova meta para o programa, que é de 2 milhões de unidades em todo o Brasil e queremos enfatizar que o Piauí está preparado para trabalhar e fazer com que os 224 municípios sejam contemplados nesse programa”, afirmou.

Segundo o Ministério das Cidades, nos próximos dois anos serão investidos cerca de R$ 210,6 bilhões, dos quais R$ 41,2 bilhões do Orçamento Geral da União.

O ministro das Cidades, Gilberto Kassab, disse, durante o evento, que o programa deve beneficiar, até 2018, mais de 25 milhões de pessoas. Segundo ele, essa nova etapa trará mais espaço e melhorias nas unidades e nas áreas de uso comum. “Haverá aumento da área de moradia para os imóveis da faixa 1 de 2 metros quadrados, passando para 41 metros quadrados”, declarou.


Image title

Fonte: Com informações do Portal do Governo