Governo cria Agência de Fomento

O objetivo da Agência é fomentar pequenos produtores, abrindo linhas de crédito para alavancar o desenvolvimento econômico do Estado.

Na manhã de ontem, foi constituída e aprovada a diretoria e o Conselho Fiscal e Administrativo da Agência de Fomento ao Desenvolvimento do Piauí. O objetivo da Agência, de acordo com o procurador-geral do Estado, Kildere Rone, é fomentar pequenos produtores, abrindo linhas de crédito para alavancar o desenvolvimento econômico do Estado.

O funcionamento da Agência de Fomento foi autorizado por meio da Lei Estadual número 5.823, ainda em dezembro de 2008. De acordo com o procurador-geral do Estado, o Piauí passa a ser o 18º Estado do país a ter uma agência dessa natureza. ?A agência tem uma importância muito grande no desenvolvimento econômico do Estado, já que, através dela, serão concedidos financiamentos para investimentos, além da prestação de serviços de consultoria financeira?, explicou.

Sérgio Roberto, diretor presidente da Agência, acrescentou que a Agência do Fomento não pretende ser um órgão que irá concorrer com instituições privadas. ?A agência será um órgão de fomento para suprir as carências que não são atendidas a contento pela rede de crédito existente atualmente?, frisa.

O procurador-geral do Estado esclareceu que para que a Agência comece a exercer os trabalhos, falta ainda uma subinscrição junto ao Banco Central. Segundo ele, o funcionamento da agência começará a partir do momento em que o Banco Central conceder a autorização de funcionamento, liberando o capital inicial. ?E isso deve acontecer até o final do mês?, adianta. (M.M)

Fonte: Mayara Martins