Governo deve inaugurar máximo de obras até março

Governo deve inaugurar máximo de obras até março

Ministro que quiser se candidatar tem até 3 de abril para deixar cargo

O presidente Luiz Inácio Lula da Silva afirmou nesta terça-feira (19), durante inauguração de uma barragem no Vale do Jequitinhonha, em Minas Gerais, que é importante que o governo inaugure o “máximo de obras possível” até o fim de março para “mostrar quem foram as pessoas que ajudaram a fazer as coisas nesse país”.

Lula se referiu, na declaração, à ministra da Casa Civil, Dilma Rousseff, possível candidata do PT à Presidência da República, e ao ministro da Integração Nacional, Geddel Vieira Lima, que poderá se candidatar ao governo da Bahia pelo PMDB. Segundo o Tribunal Superior Eleitoral (TSE), ministros que quiserem concorrer a cargos públicos terão até o dia 3 de abril para deixar os cargos.

“Eu disse ao companheiro Geddel que nesse trimestre nós vamos precisar visitar muito Minas Gerais. Vamos precisar pegar todas as obras, que são muitas, para que a gente possa inaugurar porque a partir de abril o Geddel já não estará mais no governo, a Dilma já não estará mais no governo e quem for candidato não pode nem subir no palanque comigo", disse Lula.

"É importante que a gente inaugure o máximo de obras possível para mostrar quem foram as pessoas que ajudaram a fazer as coisas nesse país”, disse. De acordo com o artigo 77 da lei 9.504, que estabelece normas para as eleições, candidatos estão proibidos de comparecer a inaugurações de obras públicas nos três meses que antecedem as eleições. Segundo instrução do TSE, a data que marca o início desta proibição é 3 de julho de 2010.

Oposição

Lula continuou, afirmando que a oposição fica “nervosa” quando o governo inaugura obras e disse que “torce” para que prefeitos e governadores de qualquer partido político inaugurem obras porque, segundo ele, quando isso acontece, o povo é “beneficiado”. “Fico sempre torcendo [pelas inaugurações], seja um prefeito do PSB, do PSDB, do PMDB, do PFL, de qualquer partido político, seja o governador [de Minas Gerais] Aécio [Neves], que é do PSDB.

Deus queira que ele inaugure cada dia uma obra porque, quanto mais obra ele inaugurar, mais o povo será beneficiado. Vamos acabar com a mesquinharia nesse país de que dois caciques da política ficam brigando e quem come o pão que o diabo amassou é o povo pobre desse país.” "Promessa de última hora" Lula voltou a falar sobre as eleições deste ano em outra inauguração de que participou nesta terça, desta vez do campus de um instituto federal em Araçuaí, também em Minas Gerais.

"Uma única coisa que eu tenho certeza é que nós vamos fazer a sucessão presidencial. Que me desculpem os adversários, mas nós vamos ganhar pra poder ter continuidade essas coisas. Se para tudo o que está acontecendo nesse Brasil e a gente volta ao passado, todo mundo sabe como é que é. Portanto, ninguém precisa acreditar em fantasias ou em promessa de última hora. Quem faz, faz. Quem não faz, promete."

Fonte: g1, www.g1.com.br