Governo deve intensificar verificação do PAC

Segundo Planalto, Lula não pode passar por "ridículo" com obra inacabada.

O governo disse nesta segunda-feira (12) que pretende intensificar a verificação do andamento de obras do Programa de Aceleração do Crescimento (PAC) para evitar constrangimentos ao presidente Luiz Inácio Lula da Silva. Segundo o Planalto, foi verificada a necessidade de vistoria ?in loco? de obras que supostamente estariam prontas para a inauguração.

?Não podemos expor o presidente ao ridículo de inaugurar algo que não está pronto?, disse uma fonte da Casa Civil. No final de março, o presidente cancelou uma viagem que faria a Pernambuco para ?inaugurar? uma fábrica de dormentos destinada a abastecer a Ferrovia Transnordestina. A visita foi cancelada porque a obra do PAC não estava pronta.

Em discurso na ocasião, Lula criticou a lentidão na conclusão dos projetos. ?Não vamos inaugurar (a fábrica) porque não está pronta. Esse compromisso foi feito comigo em janeiro, mas ela não está pronta?, disse.

PAC

O Programa de Aceleração do Crescimento teve cerca de 40% de suas ações previstas concluídas em três anos, segundo balanço da Casa Civil apresentado em feveiro.

De acordo com os cálculos do governo, dos R$ 638 bilhões programados para obras de infraestrutura, saneamento e habitações, R$ 403,8 bilhões já foram investidos ?o equivalente a 63,3% dos recursos previstos.

O cálculo leva em conta os recursos pagos e empenhados pelo governo federal. Nesse ano, ao contrário do balanço anual de 2009, quando o governo elevou o total do PAC de R$ 504 bilhões para R$ 635 bilhões, o governo não promoveu ampliação dos investimentos.

Fonte: g1, www.g1.com.br