Governo gastará R$ 360 mi em pacificação no Rio, diz jornal

Segundo a publicação, o gasto total até o final da operação, prevista para junho, será de R$ 360 milhões.

Um montande de R$ 216 milhões foi o dinheiro gasto de novembro de 2010 a novembro de 2011 pelo Governo Federal para manter a Força de Pacificação do Exército nos complexos do Alemão e da Penha, na zona norte do Rio de Janeiro. As informações foram publicadas neste domingo, pelo jornal Folha de S. Paulo . De acordo com a publicação, o valor equivale a quase a metade dos R$ 493 milhões destinados ao Exército no ano passado para modernização, o equivalente a 38% do orçamento destinado à Força.

Segundo a publicação, o gasto total até o final da operação, prevista para junho, será de R$ 360 milhões. Tudo para manter 1.800 homens nas oito bases de UPPs (Unidades de Polícia Pacificadora). Nelas, aliás, a Prefeitura do Rio e o Governo Estadual gastarão R$ 132 milhões por ano para manter um efetivo de 2.200 PMs. O jornal diz ainda que, durante a presença dos militares, houve redução significativa no total de homicídios na região. Nos 25 primeiros dias de novembro de 2010 foram 13 assassinatos na região - as tropas entraram nos dois complexos no dia 25 de novembro. Um ano depois, em dezembro de 2011, o Instituto de Segurança Pública (ISP) registrou só um homicídio.

Fonte: Terra