Governo não pode perseguir quem não é do mesmo partido, diz Dilma

Presidente participou de entrega de moradias populares na Paraíba. Ela afirmou que país não "pega pneumonia" quando a crise externa espirra

A presidente Dilma Rousseff disse nesta segunda-feira (4), durante cerimônia de entrega de moradias populares do programa Minha Casa Minha Vida em João Pessoa, que "não tem justificativa para nenhum governo perserguir quem não é do mesmo partido dele". Para Dilma, desde a gestão do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva, o governo federal vem mudando a maneira de se relacionar com governos estaduais e municipais.

"Tem uma coisa muito importante que o Brasil mudou. O governo não pode, não tem justificativa para nenhum governo, perserguir quem não é do mesmo partido dele. Desde o início do governo Lula, nós mudamos a forma de relacionar. Os recursos são dados porque as pessoas precisam, os municípios, quem quer que seja. Nós não olhamos se o prefeito é de que partido, de que credo religioso, de que time de futebol", afirmou a presidente.

Dilma discursou ao lado do governador Ricardo Coutinho, do PSB, partido aliado do governo federal, mas que cogita lançar como candidato a presidente governador de Pernambuco, Eduardo Campos, para concorrer contra Dilma em 2014.

Sem citar o PSB e uma eventual candidatura de Campos, a presidente disse que disputas no período da eleição não podem interferir na relação entre os políticos no exercício do mandato.

"Nós podemos disputar eleição, brigar na eleição, fazer o diabo na hora da eleição. Agora, quando a gente está no exercício do mandato, temos de nos respeitar, porque fomos eleitos pelo voto direto do povo brasileiro", afirmou a presidente.

"Pneumonia"

A presidente também citou avanços na economia para dizer que o Brasil "está mudando" e que o país já não é tão afetado por instabilidades externas.

"O Brasil vem mudando. Nós aumentamos a oportunidade de trabalho, reduzimos o desemprego, demos uma correção para o salário mínimo. Quando dá crise lá fora, um espirro, o Brasil não pega pneumonia, temos R$ 378 bilhões de reserva", afirmou a presidente.

No evento, o governo federal entregou também retroescavadeiras para 22 municípios da Paraíba.

Fonte: G1