SP:Governo ignorou recomendação da Corregedoria para afastar assessor

Da parte do governo, portanto, a exigência acabou tendo o mesmo efeito.

A Secretaria do Planejamento nega ter ignorado a recomendação de "desligamento imediato" do engenheiro Pedro Pereira Benvenuto de cargo de confiança.

Nota da pasta diz que "a secretaria estava dando cumprimento e tomando as providências administrativas cabíveis quando foi surpreendida pelo pedido de afastamento feito pelo próprio Benvenuto. Da parte do governo, portanto, a exigência acabou tendo o mesmo efeito".

Governo de São Paulo ignorou recomendação para demitir assessor

A secretaria frisa que "houve, sim, o cumprimento do que havia determinado a Corregedoria".

A assessoria do governador Geraldo Alckmin (PSDB) também afirma que as recomendações foram seguidas.

Além de sugerir a perda do cargo de confiança, a Procuradoria Geral do Estado instaurou um processo administrativo contra Benvenuto.

O processo pode resultar num pedido de demissão do Metrô, onde Benvenuto é servidor concursado.

A Folha não conseguiu localizar Benvenuto para comentar a abertura do processo contra ele. E-mail enviado a ele ficou sem resposta até a concusão desta edição.

Em setembro, Benvenuto enviou carta ao jornal dizendo que estava sob investigação por e-mails cujo conteúdo dizia desconhecer.

O advogado Belisário dos Santos Junior, que defende Jorge Fagali Neto, diz que seu cliente é um consultor conhecido na área de transportes e que nunca pagou propina.

Fonte: Folha de São de Paulo