Grupo com 12 partidos se une para tentar eleger deputados em Teresina

As pequenas siglas visam pelo menos um assento na Câmara Federal e até quatro na Assembleia Legislativa do Piauí

Os partidos emergentes estão se unindo para tentar elegerem uma bancada de deputados na Assembleia Legislativa do Piauí (Alepi) no pleito do próximo ano. Entre os integrantes do G12, PHS, PT do B e PSDC já elegeram um vereador na capital, e PTC e PPS e PV elegeram três e dois vereadores, respectivamente, nas últimas eleições.

As pequenas siglas visam pelo menos um assento na Câmara Federal e até quatro na Assembleia Legislativa do Piauí. Na eleição para o Governo do Estado, alimentam a pretensão de lançar candidatura própria ou a indicação do vice-go-vernador ou senador em uma chapa majoritária.

Para o presidente do PEN no Piauí, Mário Felipe, ?a consolidação desse bloco fortalece, dá visibilidade aos emergentes e muda essa cultura de tratarem essas siglas como sublegendas ou partidos de aluguel?, afirmou.

O G12 é formado pelo PRP, PHS, PTN, PSL, PV, PR, PTC, PT do B, PPS, PMN, PSDC e o PEN. Laércio Borges, presidente regional do PRP, destaca que com a adesão do PPL ao grupo, o G12 pode ser avaliado como uma via alternativa para as próximas eleições de 2014 no Piauí. ?O grupo quer marchar e manter-se unidos para decidir os caminhos que juntos devem tomar?, disse.

Fonte: Savia Barreto