CPI: Há evidências de que Perillo usou recursos do "crime organizado

As declarações do petista foram feitas após o depoimento de cerca de seis horas do jornalista Luiz Carlos Bordoni na CPI.

O relator da CPI do Cachoeira, Odair Cunha (PT-MG), diz considerar que há evidências de que o governador de Goiás, Marconi Perillo (PSDB), usou recursos de "origem do crime organizado" para financiar parte da campanha realizada na disputa pelo governo do Estado em 2010.

As declarações do petista foram feitas após o depoimento de cerca de seis horas do jornalista Luiz Carlos Bordoni na CPI.

"Fica evidente que a sua campanha [de Marconi Perillo] foi financiada com dinheiro do crime organizado. É uma questão grave e que será avaliada por nós", afirmou.

Sem dar nomes, o relator não descartou a realização de acareações na CPI de pessoas envolvidas no financiamento de campanha do governador Marconi Perillo.

Sobre o depoimento de Bordoni, Odair Cunha foi enfático: "Temos aqui alguém que recebeu de caixa 2 dinheiro da organização criminosa para pagar campanha eleitoral".

O petista minimizou o fato de o jornalista não ter apresentado provas sobre o recebimento de dinheiro de caixa dois.

Fonte: UOL