Imagens mostram Roberto Arruda recebendo dinheiro, quando ainda era candidato no DF

Arruda teria ido ao gabinete para pegar o dinheiro

O vídeo foi gravado em um dos gabinetes de uma empresa do governo do Distrito Federal. Câmeras escondidas registraram um encontro do então presidente da Companhia de Desenvolvimento do Planalto, Durval Barbosa, com José Roberto Arruda, na época candidato a governador.

Arruda teria ido ao gabinete para pegar o dinheiro. Na cena, Durval entrega um maço de dinheiro na mão do atual governador do DF, que diz: "ah, ótimo!"

E continua... "Você podia me dar uma cesta, um negócio aqui."

Durval guarda o dinheiro em um envelope, sai de cena, e volta com uma sacola que deixa em cima da mesa. Arruda faz uma pausa, pensa melhor e diz: "eu estou achando que você podia passar lá em casa porque descer com isso é ruim."

Pouco depois, Arruda pede à um assessor: "Rodrigo, leve isso pro carro pra mim."

De acordo com as investigações, o dinheiro seria fruto do pagamento de propina por empresas que prestavam serviços para o governo do Distrito Federal.

O advogado do governador, José Gerardo Grossi, disse que o dinheiro mostrado nas imagens foi usado para comprar panetones, que seriam distribuídos para pessoas carentes do Distrito Federal.

Em um outro vídeo, o assessor de imprensa Omésio Pontes e o Domingos Lamoglia, ex-chefe de gabinete de Arruda e atual conselheiro do Tribunal de Contas do Distrito Federal, aparecem recebendo quatro maços de dinheiro. Os dois não foram loicalizados para responder à reportagem.

Esses vídeos a que a Rede Globo teve acesso foram entregues à Policia Federal e ao Ministério Público Federal e agora fazem parte da investigação comandada pelo Superior Tribunal de Justiça.

De acordo com o inquérito, os vídeos não têm sinais aparentes de montagem. E foram encaminhados ao instituto nacional de criminalística, onde estão sendo periciados.

Fonte: g1, www.g1.com.br