Impeachment 'não é solução' e pode 'aprofundar o caos', diz Marina Silva

Terceira colocada na disputa presidencial de 2014, a ex-senadora defende que seja dado um "prazo inicial a todo governo eleito, para que diga a que veio".


Um dia antes das manifestações contra a presidente Dilma Rousseff (PT) saírem às ruas nas principais capitais do país, a ex-senadora Marina Silva (PSB) divulgou neste sábado (14) um texto no seu site oficial em que refuta o impeachment da petista e afirma que um processo como este pode levar a "um aprofundamento do caos."

"Muita gente vai para as ruas protestar. Há uma campanha pedindo o impeachment da presidente que foi eleita há poucos meses. Compreendo a indignação e a revolta, mas não acredito que essa seja a solução. Talvez o resultado não seja o pretendido retorno à ordem, mas um aprofundamento do caos", escreveu Marina.

Terceira colocada na disputa presidencial de 2014, a ex-senadora defende que seja dado um "prazo inicial a todo governo eleito, para que diga a que veio". Segundo a pessebista, essa tese é válida também "quando o escolhido –ou guiado pelas estrelas– recebe da sociedade a cômoda ou incômoda tarefa de suceder a si mesmo", ou seja, para os reeleitos como a presidente Dilma.

Notícias relacionadas

Atos pela Petrobras reúnem milhares em 24 estados e no Distrito Federal
 

Fonte: FolhadeSãoPaulo