Intelectuais e artistas saem em defesa de José Dirceu

Ex-ministro foi preso pela 17ª fase da Operação Lava Jato

Image title


Artistas e intelectuais saíram em defesa do ex-ministro da Casa Civil José Dirceu, preso na segunda-feira 3 pela 17ª fase da Operação Lava Jato.

Em nota divulgada ontem, o PT, após reunião da Executiva do partido, não citou diretamente a prisão e Dirceu.

Em coletiva, o presidente da legenda, Rui Falcão, ressaltou que "todo mundo é inocente até que se prove o contrário".

Para o cineasta Luiz Carlos Barreto, "José Dirceu não é um bandido. Ele lutou e arriscou a vida dele pela democracia, conduziu um partido ao poder e estabeleceu um projeto [para o país]".

"Nós estamos caminhando por um caminho muito perigoso. É claro que é preciso extirpar ou diminuir a corrupção, que é universal. Agora, há exagero e é preciso que as pessoas saibam que existe um estado de direito democrático e uma Constituição Federal vigente", acrescentou.

No mesmo dia da prisão, o jornalista e escritor Fernando Morais publicou em sua página no Facebook uma foto do ex-presidente Lula, junto com a seguinte mensagem: "A federal prendeu o zé dirceu. ele, o irmão e o secretário. mas não é o dirceu que essa gente quer. nem ele, nem a dilma. eles estão rodeando para chegar nesse rapaz sem o dedo mindinho aí da foto. eles querem ganhar as eleições de 2018 com três anos de antecedência".

Para o ator José de Abreu, a prisão de Dirceu foi uma "piada", uma vez que ele já cumpria prisão domiciliar em decorrência da condenação na Ação Penal 470, o 'mensalão'. "O juiz Sérgio Moro é o único juiz do mundo que prende preventivamente preso condenado", disse.

Fonte: Brasil 247