Disse à presidente Dilma que vou apoiá-la em 2014, diz Cid Gomes

Para ele, questões locais levaram às disputas entre os dois aliados.

O governador do Ceará, Cid Gomes, 49, joga água na fervura da rixa entre o PSB, seu partido, e o PT e considera um erro tentar nacionalizar as eleições municipais.


Já disse à presidente Dilma que vou apoiá-la em 2014, diz Cid Gomes

"Já disse à presidente Dilma que estarei com ela em 2014", afirma, minimizando a possibilidade de o governador de Pernambuco e presidente do PSB, Eduardo Campos, se lançar ao Planalto.

Para ele, questões locais levaram às disputas entre os dois aliados --inclusive em Fortaleza, onde lançou candidato contra o indicado da prefeita Luizianne Lins (PT).

Em seu segundo mandato, Cid diz que o Centro de Convenções do Ceará é a maior obra de sua gestão e ironiza a polêmica sobre o concerto de Plácido Domingo na inauguração, com

cachê de R$ 3 milhões: "Olhar essa miudeza é uma mesquinharia".

Fonte: Follha