Roberto Jefferson diz que é hora de virar a página do mensalão

O presidente do PTB disse que, pelo que ouviu dos políticos, o julgamento será jurídico

O presidente nacional do PTB e pivô das denúncias do escândalo de compra de votos de parlamentares, conhecido como mensalão, o ex-deputado federal Roberto Jefferson afirmou à Agência Estado que "está na hora de se julgar o caso e de virar essa página da história", numa referência ao início do julgamento do caso no Supremo Tribunal Federal (STF), previsto para começar no dia 2 de agosto.



Fumando um charuto no bar de um hotel de luxo na capital paulista, o ex-deputado disse estar sereno com o processo e pediu que os ministros do STF "não se contaminem pelo sentimento político" criado pela aproximação do término do processo na justiça. O presidente do PTB disse que pelo que ouviu dos políticos, o julgamento será jurídico.

Jefferson estava no mesmo hotel onde o ministro da Fazenda, Guido Mantega, reuniu-se com empresários na tarde desta sexta-feira, 6, na capital paulista, mas disse que não conversou com o ministro.

Sobre as eleições de São Paulo, Jefferson comemorou a aliança de seu partido com o PRB, do deputado Celso Russomanno, com a indicação de seu correligionário, o presidente licenciado da OAB-SP, Luiz Flávio Borges D""Urso. "A aliança é boa, pois criou-se uma alternativa à dicotomia de ou PSDB ou ou PT", disse. "Chega dessa polarização que afeta o Brasil", concluiu o deputado, que diz seguir fazendo viagens políticas pelo Brasil.

Fonte: estadão.com.br