Jesus Rodrigues propõe que partidos definam emendas

O parlamentar enviou uma carta a todos os Diretórios Municipais.

O deputado federal Jesus Rodrigues (PT) é categórico ao afirmar: “O mandato é do partido, e não do parlamentar”. Estreante, na Câmara Federal, o petista tem apresentado propostas inovadoras, como uma linha de financiamento para que agricultores familiares possam montar microdestilarias para a produção de biocombustíveis.

A ideia levanta polêmica, divide opiniões, mas vem ganhando adeptos, como o presidente da Petrobras Biocombustíveis, Miguel Rossetto. A mais recente proposta diz respeito à destinação das emendas parlamentares ao Orçamento Geral da União.

Jesus Rodrigues propõe que a base do Partido dos Trabalhadores defina as obras e iniciativas a serem contempladas com 20% das suas emendas individuais. O parlamentar enviou uma carta a todos os Diretórios Municipais informando que tem até o final do próximo mês de novembro para indicar as emendas.

No comunicado, Rodrigues solicita que, em tempo hábil, sejam discutidas com as bases e instâncias dos municípios as prioridades de cada um. Essa relação de projetos deve ser encaminhada ao Diretório Estadual, a fim de que o PT chegue a um consenso sobre quais deles devem ser contemplados.

“A esse projeto dei o nome de Emendas Participativas, pois entendo que cada parlamentar deva estar em constante diálogo com as bases e instâncias do Partido. Desde o Processo de Eleições Diretas (PED) 2007 venho defendendo que o mandato não deve pertencer ao parlamentar para que o mesmo o exerça como bem queira e entenda, mas deve trabalhar em favor do fortalecimento do Partido como um todo”, pontua Jesus Rodrigues.

Esse ano, o deputado já destinou R$ 1,5 milhão a municípios piauienses através de emendas. Jesus Rodrigues conta ainda com a liberação de R$ 1 milhão em breve, que pretende destinar a obras do Ministério do Desenvolvimento Agrário, já que uma das prioridades do seu mandato é a agricultura familiar.

Fonte: Jornal Meio Norte