Jornal: Dilma "obrigou" Lula fazer exame que diagnosticou tumor

Jornal: Dilma "obrigou" Lula fazer exame que diagnosticou tumor

Quatro dias depois do telefonema de Dilma, Lula aparecia no hospital Sírio-Libanês

Antes de desembarcar em Manaus no último dia 24, Dilma Rousseff ficou ressabiada com o relato do ex-presidente Lula, seu companheiro de voo, sobre uma rouquidão estranha e persistente, segundo reportagem de Natuza Nery do jornal Folha de S. Paulo.

Naquela mesma segunda-feira, a presidente da República pediu à secretária uma ligação urgente assim que retornou a Brasília. "Kalil, você tem que caçar o homem. Ele não está legal". Do outro lado da linha estava Roberto Kalil Filho, cardiologista pessoal dos dois petistas.

Quatro dias depois do telefonema de Dilma, Lula aparecia no hospital Sírio-Libanês, em São Paulo. Levava sua mulher, Marisa Letícia, incomodada havia dias por uma dor de cabeça.

O médico, então, aproveitou e examinou paciente e acompanhante.

Menos de 24 horas depois, uma equipe do Sírio anunciava o diagnóstico: o ex-presidente iniciaria rapidamente a quimioterapia para tratar um tumor na laringe.

Fonte: Folha.com