José Arruda, governador do DF, faz piada e diz que é culpado até da Mega-Sena

José Arruda, governador do DF, faz piada e diz que é culpado até da Mega-Sena

Arruda se reuniu com secretário na terça-feira (05) e fez piada sobre a acusação de corrupção que tramita contra ele

O assunto crise não estava na pauta da primeira reunião do ano do governador José Roberto Arruda com o secretariado que o ocorreu na terça-feira (5), na sede do governo do Distrito Federal.

?Eu liguei o noticiário na televisão e a especulação era de quem tinha ganhado na Mega-Sena. Aí perguntaram para um varredor de rua, e ele disse: ?olha, estão dizendo que foi um político, eu acho que foi o Arruda?. Então, eu quero dizer que, hoje em dia, eu sou culpado até da Mega-Sena?, disse o governador.

O escândalo do mensalão do DEM de Brasília, que gerou uma crise no governo, começou no dia 27 de novembro, quando a Polícia Federal deflagrou a operação Caixa de Pandora. No inquérito, Arruda é apontado como o comandante de um esquema de distribuição de propina a deputados distritais e aliados.

Na primeira reunião do ano, sem permitir perguntas, o governador era só sorrisos. No único momento em que se ouviu algum comentário indireto sobre a crise, foi uma ?brincadeira?.

A reunião foi pra dizer aos secretários que as contas estão em dia e que nenhuma obra está parada. Só que a TV Globo mostrou nesta terça-feira que tem obra parada. Uma delas é na DF-250. E no Itapoã e no Mestre D"Armas, em Planaltina, também. Asfalto inacabado. A Secretaria de Obras disse que até abril vai concluir as obras.

O trabalho na terça-feira foi na Secretaria de Fazenda, para acabar o relatório sobre os contratos de informática do GDF, que deve ser entregue nesta quarta-feira (6) no Superior Tribunal de Justiça (STJ).

O ministro Fernando Gonçalves, que solicitou as cópias dos contratos de informática, está de férias e o Judiciário está em recesso até o dia 1º de fevereiro. Mesmo assim, a Secretaria de Fazenda disse que vai cumprir e entregar um relatório até às 18h desta quarta-feira no STJ. Até agora, o documento tem cerca de mil páginas, e traz todas as cópias das ordens de pagamento feitas pelo GDF às empresas de informática desde o início do governo Arruda.

O vice-governador, Paulo Octávio, e o secretário de Transportes, Alberto Fraga, estão de férias e não apareceram na reunião.

Fonte: g1, www.g1.com.br