José Sarney diz que crise do Senado é para enfraquecer presidente Lula

Sarney discursou para vereadores, prefeitos, deputados

O presidente do Senado, José Sarney (PMDB-AP), afirmou nesta terça-feira (11) que a crise da Casa tem como objetivo enfraquecer o presidente da República, Luiz Inácio Lula da Silva. Sarney discursou para vereadores, prefeitos, deputados e senadores do Amapá.

?Estamos numa Casa política. Pelo fato de minha luta política ter algum peso na sucessão desencadeou-se essa crise para enfraquecer o presidente da República?, disse o peemedebista.

Sarney minimizou as acusações contra ele e reafirmou seu desejo de permanecer no cargo. ?Não posso senão resistir e ser firme, com a certeza de minha consciência e da lisura no trato com as coisas administrativas. A coisa mais grave de que me acusam é de que eu tinha pedido para nomearem o namorado da minha neta?.

Na semana passada, o presidente do Conselho de Ética, Paulo Duque (PMDB-RJ), arquivou 11 ações contra Sarney. A oposição já recorreu de quatro delas. Nesta semana deverão ser protocolados novos recursos.

A bancada do PT no Senado tem reunião marcada para esta tarde para decidir se apoiam ou não os recursos. A oposição tem 5 votos no conselho, mas precisa de 8 para conseguir a abertura dos processo contra Sarney. O PT tem 3 votos no conselho.

O presidente do Senado destacou o fato de nunca ter se envolvido em nenhum escândalo até agora. ?Nunca me acusaram de nada e agora desencadeia-se essa crise política. É essa consciência da tranquilidade que me dá forças. Se não fiz qualquer coisa de errada ao longo de minha vida pública, não esperaria 55 anos para fazer agora. Nunca me meti em qualquer coisa errada?. Ele recebeu a solidariedade e o apoio dos políticos do Amapá presentes ao encontro.

Fonte: g1, www.g1.com.br