José Sarney exalta proposta de reforma e defende votação em novembro no Senado

A proposta ficará agora aberta por 15 dias para receber sugestões de senadores

O presidente do Senado, José Sarney (PMDB-AP), fez um discurso em plenário nesta quinta-feira (29) exaltando a proposta de reforma administrativa que foi entregue aos senadores neste dia. A intenção dele é votar a proposta até o final de novembro.

A proposta ficará agora aberta por 15 dias para receber sugestões de senadores. Após este prazo, o Conselho de Administração da Casa e a Fundação Getúlio Vargas (FGV) terão dez dias para analisar as contribuições dos parlamentares e incluí-las, ou não, no projeto. Depois disso, o plenário do Senado votará o projeto.

?Concluído o projeto, nós o submeteremos ao plenário da Casa. Espero que até o fim do mês próximo esteja concluída esta fase. O Senado está cumprindo o que prometeu à nossa sociedade. (...). Estamos chegando à fase final de complexo processo que durou quase um ano?, disse Sarney.

O presidente do Senado afirmou que a proposta em tramitação reduz os cargos de diretores da Casa para apenas sete. O Senado chegou a ter 181 diretores. O número de cargos de chefia em geral seria reduzido de 602 para 361. ?O atual modelo administrativo será abandonado por completo e no seu lugar surgirá uma pirâmide com respaldo científico da FGV?, disse Sarney.

O projeto foi disponibilizado no site do Senado nesta tarde. São 125 páginas, incluindo os anexos. O texto tem 416 artigos.

Fonte: g1, www.g1.com.br