Julgamento de Zé Filho e Wilson Martins é suspenso pela 2ª vez

A medida se deu após pedido de vista do juiz José Wilson Ferreira de Araújo, a análise da ação já havia sido adiada no dia 18 de dezembro passado

Ajuizada inicialmente pelo ex-prefeito de Teresina Sílvio Mendes (PSDB), no ano de 2010, sendo assumida posteriormente pelo Ministério Público Eleitoral do Piauí (MPE-PI), a representação contra os ex-governadores Zé Filho (PMDB) e Wilson Martins (PSDB), por arrecadação e gastos ilícitos na campanha eleitoral de 2010, teve novamente seu julgamento suspenso pelo Tribunal Regional Eleitoral durante sessão realizada ontem.

A medida se deu após pedido de vista do juiz José Wilson Ferreira de Araújo, a análise da ação já havia sido adiada no dia 18 de dezembro passado.

Com a decisão, o processo não tem nova data para ser apreciado. A punição aplicável aos ex-gestores, caso sejam condenados, poderá torná-los inelegíveis, tendo em vista que atualmente ambos não estão ocupando qualquer cargo eletivo. Com a ausência do presidente do TRE-PI, Edvaldo Pereira de Moura, a sessão foi presidida pelo desembargador Joaquim Dias de Santana Filho.

Entenda o caso - A ação impetrada no Tribunal Regional Eleitoral do Piauí (TRE-PI) está embasada em um relatório da Polícia Federal, que teria apontado a existência de Caixa 2 na campanha eleitoral, por intermédio da Fundação Francisca Clarinda.

As investigações convergiam para o questionamento em torno de R$ 1,5 milhão injetados nas contas da Fundação que não teriam identificação de destino ou origem.

Clique aqui e curta o Meionorte.com no Facebook

Fonte: Francy Teixeira