José Dirceu, Genoino e Delúbio já estão no semiaberto e dividirão cela, diz Eduardo Suplicy

José Dirceu, Genoino e Delúbio já estão no semiaberto e dividirão cela, diz Eduardo Suplicy

Ainda segundo Suplicy, uma comissão de deputados deve visitá-los nesta terça-feira

O ex-ministro José Dirceu, o ex-presidente do PT José Genoino e o ex-tesoureiro do PT Delúbio Soares, condenados pelo julgamento do mensalão, já foram transferidos para o local destinado aos presos do regime semiaberto, no Centro de Internamento e Reeducação, dentro do Complexo Penitenciário da Papuda em Brasília, segundo o senador Eduardo Suplicy que os visitou por volta das 18h desta segunda-feira (18).

Os petistas estavam alojados de sábado (16) até o fim da tarde de hoje na área destinada aos condenados em regime fechado do complexo, de acordo com o senador.

Durante a visita realizada na companhia de Rioco Kayano e Ronan, mulher e filho de Genoino, além de um advogado do deputado licenciado, os petistas ainda esperavam para se alojar na cela onde dormirão à noite. Ao ser recebido pelo diretor do complexo da Papuda, João Feitosa, que os recebeu em sua sala, Suplicy foi informado por ele que o trio dormirá na mesma cela com três ou quatro camas a partir de hoje.

"Eles ficarão no mesmo recinto. Lá tem saída para a cantina e um local para eles circularem e fazer exercícios. Claro que é uma prisão, mas tem condições melhores do que onde estavam na noite anterior", disse.

Ainda segundo Suplicy, uma comissão de deputados deve visitá-los nesta terça-feira (19), assim como o filho de Dirceu, Zeca Dirceu. Às quartas-feiras, os detentos poderão receber visitas.

Solidariedade dos presos

Ainda segundo o senador, durante os dias no regime fechado os petistas foram bem recebidos pelos presos e pelos funcionários da Papuda.

"Eles descreveram que foram tratados com civilidade e respeito por todos os servidores do sistema penitenciário, tanto aqui quanto em São Paulo. O diretor da PF os tratou com todo o respeito. Eles comentaram também a solidariedade que os detentos tiveram com eles. Foram bem tratados por todos, inclusive pelos que foram detidos, que chegaram a compartilhar lençóis e comida com eles", disse o senador após terminar a visita aos presos petistas na Papuda.

Segundo Suplicy, ao encontrar os familiares, Genoino se emocionou muito.

"Ele conversou longa e carinhosamente com eles. Foi um encontro comovente", disse.

Saúde de Genoino

Suplicy disse que a saúde do deputado requer cuidados e que o advogado de Genoino vai entrar com uma solicitação com pedido de prisão domiciliar para ele. Genoino teria tossido catarro com sangue, tosse semelhante a que tinha depois da cirurgia cardíaca, mas em geral está bem de saúde e tomando os medicamentos prescritos pelo médico. Genoino também tem acesso a uma alimentação de acordo com a recomendação médica, de acordo com o senador.

"Ele mesmo disse que está tomando os remédios. Claro que estar preso não é agradável e para quem tem problemas no coração, todo cuidado é pouco. Eu peço ao juiz que tome a decisão que permita a prisão domiciliar do Genoino. Eu imagino que na sua residência ele possa se recuperar", afirmou.

Fonte: UOL