Justiça apreendeu apenas 20 cavaletes em Teresina

O número é reduzido em comparação com o primeiro turno, quando foram apreendidos mais de 400

Apenas 20 cavaletes foram apreendidos no segundo turno das eleições em Teresina. O número é reduzido em comparação com o primeiro turno, quando foram apreendidos mais de 400 cavaletes em posição irregular na capital. A informação é do juiz eleitoral da 97º zona, Fernando Lopes, responsável por exercer o poder de polícia em relação à propaganda em Teresina. ?Não temos recebido muitas reclamações, mas continuamos a fiscalização?, ressaltou.

Segundo ele, a maior preocupação nesse segundo turno é em relação aos comícios, carreatas e caminhadas dos dois candidatos que disputam o Governo estadual: o ex-prefeito Sílvio Mendes (PSDB) e o governador Wilson Martins (PSB). ?Queremos evitar que esses eventos se cruzem, por isso as coligações avisam com antecedência de 24h o percurso que vão realizar. Uma equipe da Justiça Eleitoral também acompanha os eventos?, explicou Lopes.

Fernando Lopes acrescentou ainda que a quantidade reduzida de candidatos facilita a fiscalização. ?No primeiro turno tínhamos mais de 300 candidatos, incluindo os que disputavam os cargos proporcionais. Com apenas dois candidatos a atenção é maior?, completou o magistrado. A próxima sexta-feira, 29, é o último dia da propaganda eleitoral gratuita no rádio e na televisão; da divulgação paga, na imprensa escrita, e em páginas institucionais na internet de propaganda eleitoral. Também é o prazo final para a realização de debates.

Já o próximo sábado, 30, é o último dia para a propaganda eleitoral mediante alto-falantes ou amplificadores de som, entre as 8 horas e as 22 horas; para realização de carreatas e distribuição de material de propaganda política. (S.B.)

Fonte: Sávia Barreto, Jornal Meio Norte