Justiça Eleitoral dá 24 horas para o Facebook informar se Alckmin comprou seguidores

Justiça Eleitoral dá 24 horas para o Facebook informar se Alckmin comprou seguidores

Justiça Eleitoral de São Paulo elevou a multa para R$100 mil

Por não cumprir a decisão inicial de em 48 horas apresentar o nome do contratante e os links patrocinados que fizeram o número de seguidores do governador Geraldo Alckmin (PSDB) chegar a mais de 320 mil, a Justiça Eleitoral de São Paulo elevou a multa para R$100 mil e deu mais 24 horas para o Facebook se pronunciar.
 
Na tarde desta sexta-feira (01), o juiz auxiliar Marcelo Coutinho Gordo entendeu que o Facebook está descumprindo uma ordem judicial e elevou de R$10 mil para R$100 mil a multa diária que a rede social de Mark Zuckerberg terá que pagar caso insista em ignorar a ordem da Justiça.
 
No dia 23 de julho, o mesmo juiz deu um prazo de 48 horas para que o Facebook informasse se realmente a campanha do tucano havia usado do recurso de links patrocinados para inflar o número de seguidores – ato que é vedado pela lei eleitoral. A ação foi movida pela coligação do candidato Paulo Skaf (PMDB), que disse achar estranho que os seguidores do candidato à reeleição pelo PSDB ter crescido de forma “muito acima do que é esperado para quem não usa links patrocinados”.
 
Nos cálculos da campanha de Skaf, Geraldo Alckmin teve um salto de 100 mil para 320 mil num curto espaço de tempo, que segundo o staff do PMDB chega a menos de seis meses. Ao levar o problema para a Justiça, o objetivo da campanha de Skaf é que o TRE-SP determine ao Facebook que retire o número adicional de curtidores do perfil de Alckmin, passando a contabilizar somente usuários registrados sem uso de links patrocinados. 
 
A reportagem procurou a campanha de Geraldo Alckmin para falar sobre ao assunto, mas não obteve resposta até o momento. O número de 320 mil seguidores foi calculado no dia de ingresso da ação no TRE. Hoje, o perfil de Alckmin no Facebook já é seguido 342 mil usuários. A multa de R$100 mil ao Facebook começa a valer a partir das 17 horas deste sábado, segundo o Tribunal Regional Eleitoral de São Paulo.
 
Fonte: Terra