Justiça penhora Ferrari, Maserati e Porsche do ex-senador Estevão

Justiça penhora Ferrari, Maserati e Porsche do ex-senador Estevão

Apreensão é parte de garantia de pagamento de dívida de R$ 152 milhões

A Justiça determinou a penhora de carros importados do senador cassado Luiz Estevão como forma de garantir o pagamento de dívidas do Grupo OK, que pertence a ele, com a Fazenda do Distrito Federal. O valor da dívida é calculado em R$ 152,6 milhões. Os advogados do ex-senador não quiseram comentar a decisão.

Na lista de bens apreendidos está uma Ferrari 458 ITA, ano 2011, avaliada em um R$ 1 milhão, e uma Maserati Quattroporte, ano 2007, avaliada em R$ 270 mil, e um Porshe Cayenne V6, ano 2009, com valo estimado em R$ 150 mil.

Na decisão, a juíza autoriza ainda "a penhora de obras de arte e objetos suntuosos existentes na residência" de Luiz Estevão e determina ao oficial de Justiça "elencar os bens localizados, descrevendo-os, pormenorizadamente, e fotografando-os, a fim de possibilitar a sua melhor avaliação".

Em 2012, o ex-senador fez um acordo com a União para devolver R$ 468 milhões aos cofres públicos, por desvio de recursos na construção do prédio do Tribunal Regional do Trabalho (TRT) de São Paulo, nos anos 1990. O acordo foi assinado entre a Advocacia Geral da União (AGU) e o Grupo OK.

De acordo com a AGU, essa foi a maior recuperação de dinheiro público da história do país. Pelo acordo, o ex-senador restituiria R$ 468 milhões aos cofres públicos, dos quais R$ 80 milhões à vista. O restante, R$ 388 milhões, deveriam ser pagos em 96 parcelas mensais de R$ 4 milhões, corrigidas mensalmente pela taxa Selic.

Fonte: G1