JVC se encontra com peemedebistas e costura apoio

Castro deixou claro que a a oposição é uma possibilidade concreta para o PMDB mas a decisão só acontecerá após a avaliação do resultado das pesquisas

A profusão de palanques da oposição nas eleições deste ano - PTB, PSDB, PV e PSOL- acirrou a disputa por apoios políticos para a formação das chapas proprorcionais e majoritárias que concorrerão com a candidatura do governador Wilson Martins (PSB) ao Governo estadual. O senador João Vicente Claudino, pré-candidato a governador pelo PTB, se reuniu ontem na sede do PMDB com os deputados federais Ciro Nogueira (PP) e Marcelo Castro (PMDB).

"Temos conversado também com lideranças do DEM e do PSDB. Estamos há apenas uma semana de pré-campanha e agora é que intensificaremos as conversas. O PMDB seria um aliado ideal", resumiu João Vicente. Já Castro, deixou claro que a a oposição é uma possibilidade concreta para o PMDB mas a decisão só acontecerá após a avaliação do resultado das pesquisas encomendadas pelo partido, marcadas para o próximo dia 20. "O PMDB possui simpatizantes do Wilson Martins, do Sílvio Mendes e do João Vicente", desconversou.

Buscando o apoio dos dissidentes do PSDB e dos anti-governistas do PMDB que não dividem a mesma chapa com o governador motivados pelas desavenças regionais, o petebista deixa claro que também procura nomes para a composição de chapa ao Senado. "Votaremos nos senadores da nossa coligação", enfatizou. O ex-governador Wellington Dias (PT) só teria o apoio de Claudino se participasse da mesma chapa, portanto. "Não tenho problemas com o Wellington, o ajudamos em seu Governo e agora pretendemos olhar para frente".

A saída dos membros do PTB que possuiam cargos na administração estadual não foi totalmente executada. O senador acredita que "nos próximos dias" sairão membros que ainda ocupam cadeiras no Governo de Wilson Martins. Ele afirma que "não pode obrigar as pessoas" a entregarem seus cargos. "Deixamos claro que eles devem sair, não precisa registrar em cartório", finalizou. (S.B.)

Fonte: Sávia Barreto, Jornal Meio Norte