Karzai e Abdullah "cantam" vitória na eleição presidencial

Comissão Eleitoral não confirma vantagem para nenhum dos candidatos

 Iniciada a apuração que apontará o novo presidente do Afeganistão, após as eleições desta quinta (20), as equipes dos dois principais candidatos cantam vitória antecipada nesta sexta (21). A Comissão Eleitoral afegã, no entanto, não antecipou informações sobre o pleito e tampouco falou em vantagem de algum concorrente, segundo informação de seu porta-voz, Zekria Barakzai.

A lenta apuração dos votos começou ainda na quinta-feira (20), após o fechamento das urnas, mas os resultados preliminares não se tornarão públicos antes de sábado. Assessores de Hamid Karzai, o atual presidente, mostram confiança em vitória ainda no primeiro turno. “Nosso candidato está ganhando. Não é preciso um segundo turno”, assegurou Sediq Sediqqi, porta-voz da campanha eleitoral do líder da situação. “Nossas indicações mostram que nosso candidato está na frente.Podemos prever que nosso candidato terá mais de 50% dos votos, e, portanto, ganhará no primeiro turno”, completou.

A equipe do opositor Abdullah Abdullah também afirma ter a maioria dos votos nas eleições e a vitória nas mãos. “Estamos na melhor situação. Abdullah, por enquanto, tem 62% dos votos, enquanto Karzai tem apenas 32%”, disse o porta-voz da campanha, Fazel Sancharaki. A última pesquisa disponível, do International Republican Institute (IRI), feita antes das votações, previu que Karzai teria 44% e Abdullah, 26%. Se esses índices se confirmarem, haverá necessidade de segundo turno para decidir quem ficará com o poder no país.

Abdullah é médico e ex-ministro de Assuntos Exteriores. O opositor conta com apoio da etnia tajique, a segunda maior do país e concentrada na região norte. Já Karzai é pashtun, etnia majoritária no Afeganistão.

Fonte: g1, www.g1.com.br