Kassab diz que apoio do PSD a José Serra independe de vice

Articulações na capital paulista para as eleições

O prefeito de São Paulo, Gilberto Kassab, reafirmou, neste sábado, que o pré-candidato do PSDB, José Serra, tem o apoio "incondicional" do PSD, partido fundado por ele no ano passado, independentemente de a sigla ficar com a vaga de vice na chapa tucana. "O Serra que fique à vontade", afirmou Kassab, ao visitar um complexo de atendimento a moradores de rua no centro da capital paulista.


Kassab diz que apoio do PSD a Serra independe de vice

"Nós delegamos pra ele. Apoio é apoio. Apoio que é condicionado não é apoio. Eu aprendi na vida pública que parceria tem que ser sincera", disse.

A declaração foi uma referência ao seu antigo partido, o DEM, que impôs ao PSDB a condição de ocupar a vaga de vice em troca do apoio a Serra em São Paulo. Entretanto, além de Kassab já ter oferecido nomes do PSD para o cargo, o PSDB estuda formar uma "chapa pura", ou seja, colocando outro tucano para concorrer lado a lado do ex-governador.

Segundo o prefeito, até este sábado, prazo final estabelecido pelo Tribunal Superior Eleitoral (TSE) para desincompatibilização de cargos públicos, três secretários municipais haviam deixado seus cargos para concorrer às eleições: Alexandre Schneider (Educação) e Marcos Cintra (Desenvolvimento Econômico e Trabalho), ambos do PSD e cotados para vice de Serra, e Marcos Belizário (Pessoa com Deficiência e Mobilidade Reduzida), do PV, que deve concorrer a vereador. Já a vice-prefeita e secretária Alda Marco Antônio (Assistência Social), tem até junho para decidir se deixa o cargo - ela também é cotada para ser vice na chapa tucana.

"O Serra que não me pergunte quem eu quero (como vice), porque ele já sabe a resposta", disse Kassab, abraçando Alda a quem chamou de sua "favorita".

Fonte: Terra, www.terra.com.br