Licitação para reforma do aeroporto ficará pronta este ano

A informação foi repassada pelo presidente da Infraero.

O novo projeto para o aeroporto de Teresina, que está sendo elaborado com a participação da diretoria técnica da Infraero e da Secretaria de Aviação Civil, deve ficar pronto neste semestre para a licitação da obra ainda neste ano.

A informação foi repassada pelo presidente da Infraero, Gustavo do Vale, que se reuniu ontem com o senador Wellington Dias (PT). “Estamos em dívida com Teresina, mas não tenha a menor dúvida que vamos fazer todo o esforço para garantir esse importante investimento”, garantiu o presidente da Infraero.

Segundo o senador, este é um investimento de mais de R$ 100 milhões que vai garantir a completa modernização do aeroporto da capital piauiense.

O projeto teve ajustes com base nas audiências públicas realizadas no Estado e, em março, o presidente da Infraero está definindo uma data junto ao Governo e à Prefeitura Municipal para a inauguração da nova área de embarque e desembarque.

O pátio do aeroporto Internacional de Parnaíba também estará pronto no segundo semestre deste ano. Em decorrência de problemas com as empresas executoras das obras em aeroportos de todo o Brasil, os investimentos nos aeroportos piauienses também foram prejudicados.

O aeroporto de Parnaíba já está com pista pronta, inaugurada, com 2.500 metros de extensão, adequada para receber voos internacionais. As empresas agora querem a autorização para voos noturnos, chamada autorização para operar com instrumentos.

Por exigência da Agência Nacional de Aviação Civil (ANAC), o pátio de manobras está sendo ampliado. “A empresa que estava executando teve o contrato cancelado e a nova empresa contratada garante a conclusão no segundo semestre deste ano, até o mês de setembro”, informou Gustavo do Vale.

Um pleito antigo e que vai ser atendido pela Infraero é a aquisição de equipamentos mais sofisticados para viabilizar pousos e decolagens no período chuvoso. A licitação está sendo realizada neste mês.

Serão instalados nos aeroportos de Teresina e Campinas (SP) novo equipamento digital de monitoramento de aeronaves nos procedimentos de pouso e decolagem, conhecido como DVOR.

“Ontem mesmo, por conta da forte cobertura de nuvens, as aeronaves ficaram impedidas de pousar e os voos sofreram atrasos de duas horas”, observou o senador

Fonte: Sávia Barreto, Jornal Meio Norte