Presidente diz que PT trabalha para os pobres

No Piauí, Lula defende o PT por trabalhar para os pobres

O presidente Luiz Inácio Lula da Silva agradeceu à população piauiense por ter derrotado duas pessoas que ele considera inimigas do povo nas eleições - em referência aos senadores Heráclito Fortes (DEM) e Mão Santa (PSC). "Foram eles que tiraram R$ 120 bilhões da saúde e que tentaram me prejudicar, mas prejudicaram o povo", disse. Ele ainda afirmou que "Deus escreve certo por linhas tortas" e que o povo fez a sua vingança. As declarações foram feitas durante inauguração da ampliação do Instituto do Piauí, nesta quinta-feira (14), em Teresina.

Antes de fazer o discurso, o presidente quebrou o protocolo e pediu aos militantes que parassem de gritar o nome da candidata petista à presidência, Dilma Rousseff, por ser um ato oficial, em que ela não poderia participar.

Lula ainda relembrou as dificuldades para ser eleito argumentando que, no passado, criaram mentiras sobre ele. "Eu tinha criado um partido para ajudar os mais pobres e era exatamente esse segmento que tinha medo de mim porque se contou muitas mentiras a meu respeito. Muitas mentiras. Eu tinha barba e, por isso, diziam que eu era comunista. E os mentirosos que diziam isso não tinham coragem de dizer que Jesus Cristo também tinha barba comprida, nem Tiradentes, que também tinha".

Lula ainda afirmou ainda sobre a polêmica em torno do aborto. "Quantas vezes eu tinha que responder sobre o aborto e quantas vezes tive que responder sobre coisas que não são de responsabilidade da presidência da República. As pessoas do contra jogavam a casca de banana para a gente pisar e cair." Também mencionou que inventaram outras mentiras: que ele ia tirar tudo das pessoas, fechar as igrejas evangélicas.. Ressaltou ainda que esperou 12 anos para chegar ao governo devido ao medo das pessoas, e que o PT foi criado para trabalhar para os pobres.

O presidente voltou a afirmar que para governar não é preciso diploma, e que foi duramente criticado por chegar à presidência sendo torneiro mecânico. Comparou o ato de governar com a de uma mãe. "O melhor exemplo que dou para a arte de governar é a arte de ser mãe. A mãe toma conta de todos. Governar não é nada mais do que agir como uma mãe, que age tomando conta de sua família". Segundo ele, a palavra governar deveria ser modificada. "A palavra governar está errada. Eu não sei quem foi o filósofo que inventou a palavra governar, que deveria ser cuidar."

Fonte: Terra, www.terra.com.br