Ex-presidente Lula diz que tem de "tomar cuidado" com pessoas que não gostam dele

Ex-presidente Lula diz que tem de "tomar cuidado" com pessoas que não gostam dele

Lula deu a declaração depois de afirmar que discursaria de pé para que não dissessem que ainda estava doente

O ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva disse nesta quarta (30), em Brasília, durante palestra no V Fórum Ministerial de Desenvolvimento, que tem de "tomar cuidado" com pessoas que "estão aí no pedaço" e que não gostam dele.

Lula deu a declaração depois de afirmar que discursaria de pé para que não dissessem que ainda estava doente. O ex-presidente passou por um tratamento para curar um câncer na laringe. Ao final, deixou o local da palestra sem dar entrevistas.

?Vou falar de pé porque senão vão dizer que eu estou doente. Então, para evitar esses pequenos dissabores... Vocês sabem que tem muita gente que gosta de mim, mas tem algumas pessoas que não gostam. Eu tenho que tomar cuidado contra essas. São minoria, mas estão aí, né, no pedaço?, afirmou, sem citar nomes, antes da palestra, sobre políticas para redução da desigualdade social.

O ex-presidente não fez referência direta ao episódio entre ele e o ministro Gilmar Mendes, do Supremo Tribunal Federal. Reportagem da revista "Veja" relatou encontro entre os dois no qual Lula, segundo a revista, pressionou o ministro com o objetivo de adiar o julgamento do mensalão. Em troca, teria oferecido a Mendes proteção na CPI do Cachoeira, em razão de uma viagem do ministro a Berlim, em companhia do senador Demóstenes Torres. Depois, Mendes confirmou o encontro com Lula, e o ex-presidente disse, por meio de nota, que a reportagem é "inverídica" e que a recebeu com "indignação".

?O procurador Antonio Fernando de Souza apresentou a denúncia do chamado Mensalão ao STF e depois disso foi reconduzido ao cargo. Eu indiquei oito ministros do Supremo e nenhum deles pode registrar qualquer pressão ou injunção minha em favor de quem quer que seja?, afirmou Lula na nota.

Nesta terça, Gilmar Mendes voltou a falar sobre o episódio e afirmou que "gângsters" e "bandidos" estão plantando informações contra ele com o objetivo de atingir o Supremo Tribunal Federal. Ele disse que Lula era a "central de divulgação" dessas informações. Lula não comentou.

Fonte: G1