Lula lamenta vazamento do Enem

Lula disse não acreditar que alguém tivesse a intenção de roubar a prova para levar à imprensa

O presidente Luiz Inácio Lula da Silva afirmou nesta sexta-feira (9) que a pessoa reponsável pelo roubo de uma prova do Exame Nacional do Exame Médio (Enem) não prejudicou o governo, mas a tentativa de "milhões de jovens brasileiros" de ingressar em uma universidade. O exame, que seria realizado no último fim de semana, foi adiado para dezembro, após a constatação da tentativa de fraude.

?Se a pessoa pensou que estava prejudicando o governo, a pessoa na verdade foi um irresponsável que prejudicou a tentativa de milhões de jovens de, através do Enem, entrar na universidade. Retardou, pelo menos, a pretensão desses jovens?, afirmou o presidente, em entrevista coletiva após encontro com o presidente da África do Sul, Jacob Zuma, no Itamaraty.

Lula disse não acreditar que alguém tivesse a intenção de roubar a prova para levar à imprensa e disse não saber se alguma pessoa se sentiria prejudicada com a aplicação do Enem neste ano. ?A gente não pode afirmar a serviço de quem isso aconteceu, eu não sei quem é que se sente prejudicado pelo Enem?, disse.

?É daqueles incidentes que ninguém quer. Eu, sinceramente, não posso acreditar que, no momento que está vivendo o Brasil, alguém tivesse a intenção de roubar uma prova do Enem e levar para a imprensa. Porque, antigamente, se levava para vender nos cursinhos. Eu não sei se tinha alguém que se sente prejudicado pelo Enem ou que sentia prejudicado e resolveu fazer com que o Enem não desse certo esse ano?, completou o presidente.

Fonte: g1, www.g1.com.br