"Lula me deixa numa situação que não tenho como dizer não", disse Mercadante

Desde a terça-feira, o senador vinha ameaçando deixar o cargo

 Após colocar o cargo à disposição na terça-feira (18), voltar atrás no dia seguinte, e reconsiderar a decisão na quinta-feira (20), o senador Aloizio Mercadante (PT-SP), líder do partido no Senado, recuou mais uma vez nesta sexta-feira (21) e disse no plenário da Casa que fica no cargo.

No discurso, Mercadante leu uma carta que teria recebido do presidente Luiz Inácio Lula da Silva nesta manhã. Na carta, Lula enfatizava a história dos dois e dizia que a presença do paulista na liderança era “imprescindível”. “Dificuldades e divergências fazem parte dessa caminhada, mas são menores do que ela. Em nome dessa caminhada, fique na liderança”, pediu Lula. Mercadante atendeu o pedido. “Mais uma vez na minha vida o presidente Lula me deixa numa situação que não tenho como dizer não”.

Fonte: Globo