""Lula não tem dono"", afirma João Castelo

Castelo começou a entrevista afirmando que a eleição ainda não está definida em SLZ

O canditado do PSDB, Jo?o Castelo, foi o terceiro entrevistado na s?rie de entrevistas com candidatos a prefeito de S?o Lu?s, no JMTV 1? edi??o, na TV Mirante.

1? turno

Castelo come?ou a entrevista afirmando que a elei??o ainda n?o est? definida e que tudo depende do voto do eleitor no dia 5 de outubro. "S? quem sabe disso ? o povo. Estou trabalhando como se partisse do zero e s? vou saber no dia 5 de outubro", afirmou.

Elogios a Lula

O candidato do PSDB, em tr?s momentos da entrevista, fez elogios rasgados ao presidente Lula. "O presidente Lula est? trabalhando muito pelo pa?s e n?o tem nada contra ningu?m. Ele vai me ajudar naturalmente como ajudar? a qualquer outro. Vamos fazer uma administra??o din?mica, moderna e para frente. O presidente Lula n?o ? do meu partido, mas ? presidente de todos os brasileiros. N?o tem problema nenhum, o presidente n?o tem dono".

Sa?de

Jo?o Castelo afirmou que os recursos da sa?de em S?o Lu?s poderiam ser melhor aplicados. "A verba da sa?de n?o ? t?o pequena assim, mas poderia ser melhor. Voc? n?o pode deixar que aconte?a o que acontece hoje. Voc? tem que fazer um hospital a n?vel de uma cidade com um milh?o de habitantes. A prefeitura recebe 15 milh?es do SUS para aplicar na Sa?de. Aplicando melhor os recursos ? poss?vel fazer muita coisa.

Afirma??o de Tadeu

Castelo disse que j? entrou com processo contra o prefeito Tadeu Pal?cio que teria dito que Castelo aumentar? os pre?os da tarifas de ?nibus caso ven?a as elei?es. "Eu entrei com um processo contra o prefeito. Ele agiu de maneira leviana. E hoje entrei com uma queixa-crime contra ele. Eu nunca tive reuni?o com nenhum empres?rio. Eu tenho um projeto dando ao estudando o passe livre. Meu estilo ? baixar os pre?os e n?o aumentar nada", destacou.

Greve da meia-passagem

"Eu lamento que falte ?queles que levantam este tema criatividade. ? coisa de 30 anos atr?s. Eu nem estava aqui, estava em S?o Paulo buscando recursos para c?", afirmou.

Funcionalismo e obras

Eu vou fazer o m?ximo que eu puder. ? meu estilo ajudar os funcion?rios. Eu n?o quero ser prefeito apenas daqueles que v?o me eleger. Eu vou revolucionar esta cidade com obras, trabalho, gerando emprego.

Fonte: Imirante, www.imirante.com.br