Lula participa de ato contra impeachment e mobiliza 50 mil pessoas

"Vamos ter clareza das coisas no domingo", afirmou ele.

Na noite desta segunda-feira (11), o ex-presidente do Brasil, Luiz Inácio Lula da Silva, participou de um ato envolvendo artistas e intelectuais nos Arcos da Lapa, Centro do Rio de Janeiro, contra o impeachment da presidente Dilma Rousseff.

Durante o seu discurso, Lula defendeu o mandato de Dilma e mais uma vez se posicionou contra o impeachment da presidente. “A comissão acabou de derrotar a gente por 38 a 27, mas mesmo assim isso não quer dizer nada. A comissão foi montada por Eduardo Cunha, é o time dele, vamos ter clareza das coisas apenas no domingo”, declarou ele.

De acordo com a contagem da Central Única dos Trabalhadores, cerca de 50 mil pessoas participaram do evento por volta das 21h e 15 mil participaram no começo às 18h15. A Polícia Militar não divulgou a quantidade de público.

Chico Buarque disse que inicialmente não falaria, por já ter discursado em ato anterior, no Largo da Carioca, em 31 de março, mas ficou sensibilizado com os gritos de "Chico, eu te amo" ao chegar. "Nós amamos essa energia toda. Estaremos juntos em defesa da democracia. Não vai ter golpe", disse o artista.

O ator Wagner Moura, que não pôde comparecer, falou ao vivo via conferência digital, exibida no telão. Ao fim dos discursos, Beth Carvalho cantou uma música composta por ela: "Não vai ter golpe de novo, reage, reage meu povo", dizia a letra.

Ato contra o impeachment (Crédito: Reprodução)
Ato contra o impeachment (Crédito: Reprodução)
Lula e artistas (Crédito: Reprodução)
Lula e artistas (Crédito: Reprodução)


Fonte: Com informações do G1