Lula questiona raio como motivo de apagão elétrico em dezoito estados do Brasil

O presidente disse que a explicação real para a sociedade depende desse processo de apuração

O presidente Luiz Inácio Lula da Silva afirmou após palestra em uma universidade em São Paulo, que pediu investigação aos órgãos ligados ao setor elétrico para saber se algo além de raios pode ter causado o apagão que deixou 18 estados no escuro na terça-feira (10).

"Eu disse à Aneel e à ONS que precisa ter um processo de investigação em toda trajetória. E nós temos instrumentos para isso, para que a gente descubra exatamente o que houve?, disse. "Se o sistema é robusto como nós acreditamos que seja, [...] por que que então nós tivemos este desastre?", questionou.

O presidente disse que a explicação real para a sociedade depende desse processo de apuração. "O que eu quero é que quando tiver o resultado final depois de uma apuração muito correta a opinião pública fique sabendo [que] aconteceu isso, isso e isso", frisou.

Embora as explicações de órgãos como o Ministério de Minas e Energia (MME) tenham até agora se concentrado em problemas meteorológicos, Lula diz que prefere esperar para falar da causa do blecaute. "Eu já vi tanta coisa, eu fico sempre com cuidado. [Primeiro] o raio não era capaz de fazer isso. [Depois se disse que] o raio pode causar, o que a gente não pode dizer é o tamanho que pode causar."

SISTEMA BRASILEIRO

Ao avaliar o sistema elétrico brasileiro, o presidente disse que ele é robusto. Mas, fez a ressalva de que isso não elimina possibilidade de falhas. ?Nada nesse mundo pode ser tão estruturado que possa suplantar alguma coisa causada por intempérie ou por falha humana, o que ainda não se sabe.?

Embora ainda não se saiba a real causa do apagão da última terça-feira, o presidente disse que pode garantir que não haverá falta de energia no Brasil. "O povo brasileiro não terá nenhum problema de falta de geração de energia porque o Brasil está produzindo mais oferta que a demanda de energia", ressaltou.

O presidente Lula disse também que aqueles que falam sobre o ocorrido pela imprensa estão demonstrando "prazer" em relação ao problema. Ele comparou a repercussão do blecaute com o acidente da TAM em 2007. O presidente lembrou que, em um primeiro momento, o governo foi apontado como o culpado pelo acidente.

Fonte: g1, www.g1.com.br