Lula recebe nova multa por antecipar campanha de Dilma

Plenário do TSE decidiu aplicar R$ 10 mil ao presidente por evento realizado em São Paulo em janeiro

Horas depois de ter ironizado a multa de R$ 5 mil aplicada a ele pelo Tribunal Superior Eleitoral (TSE), o presidente Luiz Inácio Lula da Silva foi novamente punido por ter feito propaganda eleitoral antecipada em favor da ministra-chefe da Casa Civil, Dilma Rousseff, pré-candidata ao Palácio do Planalto pelo PT.

No início da noite de quinta-feira, 25, a pedido dos partidos de oposição, o plenário do TSE decidiu aplicar uma multa de R$ 10 mil ao presidente por entender que ele fez propaganda dissimulada durante inauguração do Sindicato dos Trabalhadores em Processamento de Dados de São Paulo em janeiro.

Na ocasião, Lula disse: "Então, eu penso que a cara do Brasil vai mudar muito. E quem vier depois de mim - e eu, por questões legais, não posso dizer quem é; espero que vocês adivinhem, espero -, quem vier depois de mim já vai encontrar um programa pronto, com dinheiro no orçamento, porque eu estou fazendo o PAC II porque eu preciso colocar dinheiro no orçamento para 2011, para que as pessoas comecem a trabalhar". O discurso foi transmitido pela televisão oficial NBR.

Para demonstrar que o candidato apoiado por quem está no poder tem vantagens, o presidente do TSE, Carlos Ayres Britto, disse que "quem fica mais perto da lareira se aquece melhor". Quando o caso começou a ser julgado no plenário do TSE, na semana passada, Britto tinha votado a favor de Lula. Mas na quinta mudou de opinião e aderiu à ala vencedora, que impôs a multa.

O ministro Arnaldo Versiani comentou que quase todas as semanas tem sido feitos discursos com as mesmas características. "Isso vem me preocupando bastante", afirmou. Quatro ministros votaram a favor de Lula ser multado e três contra. O tribunal rejeitou o pedido para que Dilma também fosse punida.

Antes do julgamento, o pedido dos partidos de oposição para que Lula e Dilma fossem multados tinha sido rejeitado pelo ministro Henrique Neves. Para ele, não houve propaganda antecipada. "A propaganda eleitoral antecipada não se caracteriza apenas pela indicação de uma pessoa como candidata", disse.

Essa é a segunda vez no prazo de uma semana que Lula é multado. No dia 18, o ministro do TSE Joelson Dias decidiu multar o presidente em R$ 5 mil por entender que ele fez propaganda antecipada em favor da ministra Dilma durante a inauguração de um complexo poliesportivo em Manguinhos, no Rio de Janeiro. O presidente foi notificado nesta quinta da multa de R$ 5 mil, horas antes de ser punido novamente, agora com R$ 10 mil.

Fonte: Estadão, www.estadao.com.br