Lula restringe viagens para acompanhar campanha

O encontro bilateral entre Lula e seu colega peruano, Alan Garcia, previsto para o dia 16, acontecerá em Manaus.

O presidente Lula fará apenas as viagens internacionais e obrigatórias durante o período eleitoral. A ordem é reduzir ao estritamente necessário seus períodos de ausência do país, em função da importância do processo sucessório.

O encontro bilateral entre Lula e seu colega peruano, Alan Garcia, previsto para o dia 16, acontecerá em Manaus.

Nos dias 26 e 27 de junho, o presidente participa do G20 ? o grupo das vinte nações mais ricas do planeta, em Toronto, no Canadá. Será a primeira aparição pública de Lula num fórum internacional importante depois do malogro do acordo nuclear com o Irã.

De 2 a 11 de julho, o presidente deve participar do Encontro dos Países Africanos, em Cabo Verde. O desejo de Lula é cumprir a sua última peregrinação por países africanos como presidente: deve passar pela Guiné Bissau, Guiné Equatorial, Quênia, Tanzânia, Zâmbia e finalmente, África do Sul, onde acompanha o lançamento do mascote da Copa 2014 e faz visita oficial ao país.

Nos dias 15 e 16 Lula comparecerá à reunião do Mercosul, na Argentina. E no final do mês encontra o presidente uruguaio José Mujica em Santana do Livramento.

Em setembro, Lula participa da reunião da Assembléia Geral da ONU, em Nova York. E em novembro, já durante o governo de transição no Brasil, o presidente irá à reunião do G20, na Coréia do Sul. Esta será também a última participação do petista num evento de tamanha importância internacional como presidente do Brasil.

Fonte: R7, www.r7.com