Lula se dispõe a mediar paz entre Uribe e Chávez

Lula convidou os dois presidentes para uma discussão sobre uma

 Nesta sexta-feira, 28, em reunião da União das Nações Sul-Americanas (Unasul), o presidente Lula se propôs a ser o mediador entre os chefes de estado Álvaro Uribe, da Colômbia, e Hugo Chávez, da Venezuela.

Lula convidou os dois presidentes para uma discussão sobre uma "política de paz". Chávez deixou a reunião. A Uribe, Lula deixou sua opinião sobre as bases dos Estados Unidos na Colômbia: - Se as bases americanas estão na Colômbia desde 1952 e não resolveram nada, é preciso pensar em nova solução. Os dois líderes, colombiano e venezuelano, estão com dificuldades diplomáticas desde que Bogotá anunciou um acordo militar com os EUA.

Chávez apresentou um documento que, segundo ele, mostraria um interesse militar de Washington na América do Sul. Uribe frisou que as bases não ferem a soberania colombiana. Num discurso pacificador, o presidente brasileiro disse ficar "assustado" por ver "as pessoas se preparando para guerra". Para Lula, "isso assusta pois atrasa o desenvolvimento do nosso continente".

A expansão da presença militar americana na Colômbia tem levantado críticas principalmente do Equador e da Venezuela ao presidente Uribe. Lula pede mais debate sobre o tema e diz ao colombiano "que nunca será o réu de um debate entre nós, sul-americanos". Se aprovado, o acordo permitirá aos EUA manter 1.400 pessoas, entre militares e civis, em bases na Colômbia, pelos próximos dez anos.

Lula propõe também um "estudo real sobre o nosso continente", no que diz respeito à defesa e ao narcotráfico. E justifica: "Para que possamos ter, não uma disputa, mas o conhecimento da realidade dessa questão".

Fonte: Terra, www.terra.com.br