Lula terá cargo que quiser na campanha, diz presidente do PT

O dirigente do PT negou que o partido pense em substituir o ex-ministro da Saúde, Alexandre Padilha

O presidente nacional do PT disse, no último sábado, ao final do 14º Encontro Nacional da legenda, que o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva terá o cargo que quiser na coordenação da campanha de reeleição da Presidente Dilma Rousseff. Segundo o jornal O Globo, Rui Falcão ainda ressaltou que isto não é uma forma de impedir o crescimento do movimento ?Volta, Lula? no partido, e que este assunto está encerrado, pois a candidatura de Dilma ?é irreversível?.

Para Falcão, a posição de Lula como comandante do partido e da reeleição ?transcende uma posição formal?. Ele ainda explicou que o encontro da legenda serviu para deixar claro que Dilma é a candidata do partido para uma nova disputa e desmentiu o desentendimento no PT sobre a data da convenção que deve sacramentar o nome de Dilma.

O dirigente do PT também negou que o partido pense em substituir o ex-ministro da Saúde, Alexandre Padilha, como pré-candidato da legenda ao governo de São Paulo; Falcão enfatizou que Padilha já se explicou ?com firmeza? sobre as acusações.

No último dia da conferência, 800 delegados aprovaram o texto de ?tática eleitoral e política de alianças?, escrito por Rui Falcão. Outro documento aprovado é sobre as ?diretrizes para o programa de governo?, elaborado pelo assessor especial da presidência, Marco Aurélio Garcia.

Fonte: Terra