Lula ironiza PSDB e diz que todo mundo pode mais

Lula ironiza PSDB e diz que todo mundo pode mais

Lula ironizou slogan da campanha tucana e afirmou que o lema

O presidente Luiz Inácio Lula da Silva voltou a ironizar o slogan de campanha tucana à Presidência nesta quarta-feira e afirmou que o lema "O Brasil pode mais" pode ser usado por todos

"Vocês podem fazer mais do que estão fazendo, porque, muitas vezes, a gente também se deixa acostumar com a mesmice e... fica em casa esperando as pessoas nos procurarem", disse Lula em discurso a micro e pequenos empresários em Brasília.

"Todo mundo pode mais um pouco. Se não for assim, a gente não faz nada."

Esta foi a segunda vez que Lula atacou o slogan usado pelo pré-candidato do PSDB à Presidência, José Serra. No sábado, em evento que concorreu com o lançamento do nome do tucano à sucessão, o presidente disse que "nós fazemos mais, nós fazemos muito mais".

As declarações desta manhã ocorreram na abertura da 17ª Semana de Capacitação do Sebrae (Serviço Brasileiro de Apoio às Micro e Pequenas Empresas), primeiro compromisso de Lula após participar em Washington da Cúpula de Segurança Nuclear.

O presidente também mencionou novamente o "ponto G", desta vez sobre a necessidade de o ser humano descobrir sua criatividade.

"Muita gente, sabe, a maioria gostaria de trabalhar por conta própria. É uma coisa que as pessoas sonham. E aí é que é preciso a gente descobrir esse "ponto G" da criatividade, do ser humano, sabe, dos negócios, para que a gente pudesse fazer uma revolução", disse, arrancando risadas da plateia.

Lula reconheceu o papel do Sebrae na formação de micro e pequenas empresas formais, mas destacou a necessidade de expandir o empreendedorismo voltado ao mercado internacional.

O presidente já recorreu ao "ponto G" em outros discursos. Em fevereiro deste ano, Lula, discursando em Goiás, afirmou que o "Brasil é o país mais preparado do mundo para encontrar o "ponto G".

"Por isso que o Brasil é importante no G20, é importante no G8, é importante no G3, é importante no G4. Cria um G que o Brasil está dentro. Não tem país mais preparado para encontrar o "ponto G" que o Brasil", disse, em evento onde estavam presentes vários ministros, entre eles a pré-candidata à presidência do PT, Dilma Rousseff, ainda na Casa Civil.

Em 2007, Lula usou o termo em escala internacional. Ao lado do então presidente dos Estados Unidos, George Bush, disse que as negociações comerciais entre países ricos e pobres na OMC (Organização Mundial do Comércio) estavam próximas de "encontrar o "ponto G"".

Fonte: Rede Brasil Atual